Coração Amargurado

Aquele selvagem coração que era indomavél acaba sendo domesticado um dia,e o domesticador cuida dele leva pra passear,dá casadinho com coca-cola na varanda de casa,faz piquenique ao ar livre,leva ao cinema,assiste anime com você,te faz sorrir,te faz feliz. Até que um dia o domesticador cansa desse coração,como uma homen enjoa de um cão mas como todo bom cão esse coração continua fiel ao primeiro dono,até que o tempo passa e você tenta apertar "Shift+Del" e deletar as memorias para que você não se lembre que um dia você sorriu de verdade,é quando você descobre que os arquivos estão ali somente como leitura e protegidos, te impedindo de deletar ou alterar,mesmo que você se esforce para apagar aquelas lembranças,você tenta deletar e não consegue,tenta substituir as boas lembranças por outras semelhantes,mas não consegue,as cópias não lhe permitem sorrir como as verdadeiras,o dificil é que mesmo que elas doam muito ainda te fazem sorrir como no dia em que você as vivenciou,mas aquela dor se torna insurputavél e você começa a pensar em como resolver aquele problema mas mesmo você sendo muito determinado e sempre resolvendo tudo descobre que a resposta pra sua felicidade lhe pede muito mais tempo que o normal.
O tempo se foi o tempo passou mas todo esse tempo não me fez esquecer,apagar ou matar aqueles sentimentos que estavam ali na minha prateleira de livros mais acessada por mim aquela onde você guarda seus livros favoritos,eu juro que tentei de tudo,tentei novos horizontes,tentei trancafiar meus sentimentos no baú da morte e isolalo em outra dimenssão,tentei até mesmo me mudar pra evitar os lugares onde sorria de verdade e trazer aquelas lembranças em tona,mas quer saber de uma coisa tudo isso foi em vão!
E agora longe do lugar onde eu tinha aquelas lembranças que me fizeram sorrir,mas me faziam chorar sempre que me lembrava que não a tinha ao meu lado mais,eu sofro por não estar ao lado da unica mulher que todo homen pode afirmar que ama a própria Mãe! sinto falta dos meus irmãos e principalmente da minha Mamuska e ela doente com Dengue lá em BH e eu aqui tão longe sem poder fazer nada,a não ser a unica coisa que ela me ensinou pedir a Deus e confiar nele a vida da minha mãe e dos meus irmãos e mesmo em uma situação dessa,longe,com meus sentimentos trancafiados e com algumas tentativas fracassadas de uma nova estrada,percebo que mesmo que eu me mude,vá pra longe,tente viver outras coisas, por causa do meu espirito determinado e sempre positivo,por ter aprendido a confiar na força divina sempre que eu estiver com algum problema e precisar confiar em Deus vou me lembrar dela e daquelas lembranças que ainda me fazem feliz e tbm me fazem chorar ao lembrar que não a tenho ao meu lado mais.

1 comentários:

  1. devaneadora disse...:

    É bem complicado, viver nos implica em aguentar saudades, dores, faltas, perdas e um turbilhão de sentimento, sensações que vem ao nosso encontro... Isso é também aprender.

    Gostei de saber que tem blog Ramon *-*
    Beijos

Postar um comentário

 
SparkFisher © 2011 | Acesse também Omega Piscis